Adega de Borba arrecada ouro aos alemães com Montes Claros Garrafeira 2011

Imagem_Montes_Claros_Garrafeira_Montra_PremioNo Concurso Mundus Vini 2014 – Summer Tasting

A Adega de Borba alcançou uma das mais cobiçadas medalhas na edição de verão do grande concurso alemão Mundus Vini 2014 – Summer Tasting: a Medalha de Ouro pelo vinho Montes Claros Garrafeira 2011. Para Manuel Rocha, CEO da Adega de Borba, “Este é um prémio muito importante para a história do Montes Claros Garrafeira que irá despertar a curiosidade desta nova colheita de 2011 no mercado. Depois de uma colheita de 2009 que nos deixa as melhores recordações, este prémio de Montes Claros Garrafeira 2011 abre as hostilidades para mais um sucesso à mesa dos maiores apreciadores”.

O Montes Claros “Garrafeira” é um vinho elaborado a partir de uma seleção prévia de vinhas velhas instaladas em solos de xisto, com controlo rigoroso da produtividade de uva e acompanhamento da evolução da maturação em cada casta e talhão específico. Este processo envolve extremo cuidado na produção de uvas de qualidade extra. Na chegada à Adega as uvas são esmagadas suavemente com desengace total, ao qual se segue o processo de fermentação alcoólica em lagar de inox, com pisa mecânica moderada, terminando em maceração durante 10 dias, sob controlo de temperatura a 24ºC. A fermentação malolática ocorre em barricas de 1.ª utilização de carvalho francês, americano e castanho, ao qual se segue um estágio de 12 meses nas mesmas barricas. Após ligeira filtração, ocorre o engarrafamento e um estágio final em cave de 30 meses em garrafa.

Todo este processo resulta num vinho de excelente qualidade, merecedor do prémio alemão; galardão que se fica a dever à limpidez e cor granada profunda, à boa intensidade aromática, com destaque nas notas de frutos vermelhos em compota, café, chocolate e especiarias e ao seu sabor macio, com frescura frutada, excelente estrutura, ligeira adstringência especiada e tostada, com taninos silvestres, mas suaves e encorpados. Para terminar, um final gordo muito prolongado, com equilíbrio, elegância e persistência.

Este é um grande exemplar do Alentejo que saiu como um dos grandes vencedores do Mundus Vini 2014 – Summer Tasting, a região que arrecadou a maioria das medalhas de Ouro atribuídas a Portugal. Para além deste prémio, a Adega de Borba ganhou ainda duas medalhas de Prata pelo Montes Claros Reserva Branco 2013 e pelo Adega de Borba Rosé 2013.

Montes Claros Garrafeira 2011 tem um PVP Recomendado de 12,49 Euros e estará disponível no mercado a partir de Outubro de 2014.

Site da Adega de Borba www.adegaborba.pt e loja online www.adegaborba.pt/loja.

Sobre a Adega de Borba
Fundada em 1955, a Adega de Borba reúne hoje cerca de 300 viticultores associados que cultivam cerca de 2.200 hectares de vinha (70% castas tintas e 30% de castas brancas), produzindo anualmente mais de 1 milhão de caixas de 9 litros, sendo um dos dez maiores produtores nacionais do setor. Dentro das suas Marcas, destaca-se o Adega de Borba DOC, um dos vinhos mais vendidos em Portugal no seu segmento, o icónico Adega de Borba Reserva “Rótulo de Cortiça”, uma marca com mais de 50 anos que se impôs como uma das referências do Alentejo, o histórico Montes Claros, que remonta a 1945 e um dos primeiros a distinguir-se pela sua qualidade singular em Portugal, o Convento da Vila que tem sido largamente reconhecido pela sua ótima relação preço/qualidade, e a recente gama de monovarietais sob a denominação Senses. Em 2013 a Adega de Borba foi distinguida como “Adega do Ano” pela Revista de Vinhos e os seus vinhos somaram 52 medalhas no total de concursos nacionais e internacionais realizados no mesmo ano.